Tudo ficara bem

on sábado, 18 de dezembro de 2010
Olhe, não fique assim não, vai passar. Eu sei que dói. É horrível. Eu sei que parece que você não vai agüentar, mas aguenta. Sei que parece que vai explodir, mas não explode. Sei que dá vontade de abrir um zíper nas costas e sair do corpo porque dentro da gente, nesse momento, não é um bom lugar para se estar. (Fernando Pessoa escreveu, num momento parecido, “hoje não há mendigo que eu não inveje só por não ser eu”). Dor é assim mesmo, arde, depois passa. Que bom. Aliás, a vida é assim: arde, depois passa. Que pena. A gente acha que não vai agüentar, mas agüenta: as dores da vida. Pense assim: agora tá insuportável, agora você queria abrir o zíper, sair do corpo, encarnar numa samambaia, virar um paralelepípedo ou qualquer coisa inanimada, anestesiada, silenciosa. Mas agora já passou. Agora já é dez segundos depois da frase passada. Sua dor já é dez segundos menor do que duas linhas atrás. 
 Você acha que não, porque esperar a dor passar é como olhar um transatlântico no horizonte estando na praia. Ele parece parado, mas aí você desvia o olho, toma um picolé, lê uma revista, dá um pulo no mar e quando vai ver o barco já tá lá longe. A sua dor agora, essa fogueira na sua barriga, essa sensação de que pegaram sua traquéia e seu estômago e torceram como uma toalha molhada, isso tudo – é difícil de acreditar, eu sei – vai virar só uma memória, um pequeno ponto negro diluído num imenso mar de memórias. Levante-se daí, vá tomar um picolé, ler uma revista, dar um pulo no mar. Quando você for ver, passou.

Agora não dá mesmo pra ser feliz. É impossível. Mas quem disse que a gente deve ser feliz sempre? Isso é bobagem. Como cantou Vinícius de Moraes: “É melhor viver do que ser feliz”. Porque pra viver de verdade a gente tem que quebrar a cara. Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu. Querer muito e não alcançar. Ter e perder. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, eu sei como dói. Mas passa.

Tá vendo a felicidade ali na frente? Não, você não tá vendo, porque tem uma montanha de dor na frente. Continue andando. Você vai subir, vai sentir frio lá em cima, cansaço. Vai querer desistir, mas não vai desistir, porque você é forte e porque depois do topo a montanha começa a diminuir e o unico jeito de deixá-la pra trás é continuar andando. Você vai ser feliz. 

Tá vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto de agulha? Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que tô falando a verdade. Eu não minto. Vai passar, você vai ver

19 comentários:

Caio Rodrigues disse...

você tem razão! Ser feliz não é o propósito da vida! O propósito é apenas viver, viver e aprender, com os erros e com os acertos! Continue caminhando Rafa! Que isso que está acontecendo é apenas mais uma barreira na sua vida, talvez essa barreira continuem por muito tempo ou talvez pra sempre. Mas continuem em cima dela e guia, faça o que quiser com ela, porque você está por cima a vontade de fazer isso ou não é sua. Então vai, continue assim. Por cima, e se precisar de uma ajuda, pode ter certeza que tem uma pessoa aqui em baixo para ajudar. *-*

Andreia Nery disse...

Rafa,

Você é um escritor nato. Você tem jeito. Escreva sempre mais e mais. Beijos. Fica bem. Andréia, mãe da Gabi e da Manu.

Mabell GR disse...

Muito, muito bom mesmo. Adorei as citações q vc colocou no meio do texto.

Parabéns, perfeito.
Me ajudou em certo grau.
abraço.

Fernanda disse...

que perfeito *o*

Macaco Pipi disse...

concentre-se nas coisas boas!

Vanessa disse...

Perfeito! Lindo!
Amo seus textos!
Parabéns!!!

spectromgm disse...

É a primeira vez que visito seu blog, e gostei muito dele! Você escreve bem, tem talento, continue investindo nisso.

Adorei essa mensagem em especial, por ser uma reflexão que anima a qualquer um!
Vou voltar mais vezes aqui! Abraço, Milton G. Machado.
(passa lá no meu blog?) ;)

Macaco Pipi disse...

no fim sempre fica!!

Marcelo Leme disse...

seu último parágrafo é especialmente motivador! Bom texto!!!

Karla Hack disse...

Adorei o jeito como colocou tudo isto...
Realmente há instantes em que parece impossível seguir; Mas, no fim, alguma hora, tudo ficará bem!

;D

Alternativa teen disse...

nossa parabéns pelo seu blog amei mesmo

MARCELA FERREIRA disse...

Nossa eu não ando mto alegre por esses dias, precisava ler algo parecido!

Mto bom seu blog, de verdade!!
Beijaum!

http://www.olhosdeumagarota.blogspot.com/

Juli̲iαnα disse...

Ser feliz não é relativo, ou se é ou não se é. Felicidade é relativa. Talvez a minha felicidade não signifique nada para outra pessoa, mas pode ser o meu motivo de acordar sorrindo. A felicidade não é algo que está distante de nós e fora do alcance de nossas mãos. Muitos acham que temos que passar por um caminho de espinhos para depois encontrar a felicidade, talvez a felicidade tenha sido adquirida pela trajetória e não ao final dela.

@henryzinho disse...

Muito bom, Rafa! Eu tava mesmo precisando ler isso. Veio um pouco atrasado, mas tá ótimo.

barbaranonato disse...

Algumas coisas passam... Mas com outras a gente simplesmente aprende a conviver.
Gostei do texto!

André Poerschke Vieira disse...

sabe o que me lembrou lendo esse texto e vendo a imagem dele com a bandeira americana atrás. Me lembrou a guerra. Você perde entes queridos nela, você precisa suportar essa dor e seguir em frente. Mas ao mesmo tempo, quando eles voltam, aquela tristeza de estar longe, é esbaldada em alegria. Muito bom, ótimo texto. Parabéns!

http://umdiaentenderei.blogspot.com/

Kauana Maria Neves disse...

Muuuuito bom, estou passando por isso tmb :/

Beijos e luz.

Seguindo!

Pedro Lima disse...

muito bom;;;

Hatinha disse...

E é na chegada que vemos o quão importante foi a caminhada, que não teríamos o mesmo valor (moral) se não fosse as adversidades...

Postar um comentário